sábado, 14 de março de 2015

Pássaro solitário.


Sou um Pássaro
Um pássaro solitário;
Solitário e amargurado;
Pois, vivo preso;
Preso por uma corrente em meu PE;
Outros pássaros, que por aqui voam;
Vem sussurrar em meu ouvido,
Para que eu me liberte, crie assas, fuja daqui;
Dizem que, já esta mais que na hora, de ter vida própria, ser independente.
Enfim todos palpitam;
Palpitam de mais;
Mas nenhum e capaz de me ajudar;
Na hora em que meus donos aparecem;
Todas fogem;
Nenhum e capaz de enfrenta-los, para me libertar!
...Meus donos dizem que querem me ver voar;
Mas nenhum tem coragem de me largar...
Como posso voar, com essa corrente a me prender?
Mesmo quando tento levantar voo, eles me puxam de volta, com medo que eu consiga me libertar e me tornar independente.
E isso me deixa amargurada,
Amargurada, frustrada e, só;
E assim que me sinto,
Um pássaro solitário e amargurado
                     Daniela B. Lunardi
                          14/09/2008

                            00h15min